Arcanos do tarô

 

 

tarot- tarot de marselha carta o louco(0 ou 22) O Louco

O Arcano da Busca e do Amor

Compilação de
Constantino K. Riemma






Tarô de Marselha



Ao contrário do que ocorre nos demais arcanos, a margem superior da lâmina não tem numeração, razão pela qual se costuma atribuir-lhe o valor de arcano 0 ou 22, segundo a necessidade.
Um homem anda com um bastão na mão direita. Está de costas, mas seu rosto, bem visível, aparece de três quartos. Sobre o ombro direito leva uma vara em cuja extremidade há uma pequena trouxa.
O personagem está vestido no estilo dos antigos bobos da corte: as calças rasgadas deixam ver parte da coxa direita. Um animal que poderia ser um felino parece arranhar esta parte exposta ou ter provocado o rasgão.
De um chão árido, acidentado, brotam cinco plantas.
O viajante tem a cabeça coberta por um gorro que desce até a nuca e lhe cobre as orelhas; esta estranha touca transforma seu rosto barbudo numa espécie de máscara. Veste uma jaqueta, presa por um cinto amarelo; seus pés estão cobertos por calçados vermelhos.

Significados simbólicos

A busca e o Filho Pródigo. A experiência de ultrapassar os limites.


Espontaneidade, despreocupação, admiração, saudade.
Impulsividade. Inconsciência. Alienação.

Interpretações usuais na cartomancia

Passividade, completo abandono, repouso, deixar de resistir. Irresponsabilidade. Inocência.
Escolha intuitiva acertada. Domínio dos instintos; capacidade mediúnica. Abstenção. O não-fazer.
Mental: Indeterminação devida às múltiplas preocupações que se apresentam e das quais se tem apenas uma vaga consciência. Idéias em processo de transformação. Conselhos incertos.
Emocional: Revezes sentimentais, incerteza frente aos compromissos, sentimentos vulgares e sem duração. Infidelidade.
Físico: Inconsciência, desordem, falta à palavra dada, insegurança, desprazer. Abandono voluntário dos bens materiais. Assunto ou negócio enfraquecido. Do ponto de vista da saúde: transtornos nervosos, inflamações, abscessos.
Sentido negativo: Enquanto andarilho, o Louco significa queda ou marcha que se detém. Abandono forçado dos bens materiais; decadência sem muita possibilidade de recuperação. Complicações, atoleiro, incoerência.
Nulidade. Incapacidade para raciocinar e autodirigir-se, entrega aos impulsos cegos. Automatismo. Confusões inconscientes. Extravagância. Castigo causado pela insensatez das ações. Remorsos vãos.



História e iconografia

Reis e senhores, desde épocas remotas, tinham bufões em seus palácios, verdadeiras caricaturas da corte. Histórias sobre eles, bem como as representações gráficas desse personagem, podem ser contadas às dezenas.




O Filho Pródigo
de Jheronimus Bosch (1450-1516)


Mas a imagem deste Arcano – um louco solitário que atravessa os campos e é agredido por um animal – não havia sido representada até então: é própria do Tarô e, nesse sentido, representa uma de suas contribuições mais originais do ponto de vista iconográfico.
Van Rijneberk arrisca a hipótese de que o espírito burlesco e irreverente da Idade Média teria parodiado, neste personagem, a classe dos Clerici vagante que, segundo ele, eram “estudantes migratórios e inquietos, sempre em busca de novos mestres de quem pudessem aprender ciências e idéias, e de novas tabernas onde pudessem beber fiado um pouco de vinho bom”.
Mais de um autor vê nesses viajantes insaciáveis e pouco escrupulosos os primeiros agentes – talvez ignorantes da sua missão, mas de grande eficácia real – da Reforma religiosa.

No desenho feito por Wirth aparece pela primeira vez impresso o termo Le fou (O Louco) para designar o arcano sem número, embora tradicionalmente fosse conhecido por este nome desde muito antes. Tanto o baralho Marselha original, bem como seus numerosos contemporâneos franceses (e os exemplares dos copistas espanhóis) chamam Le Mat a esta carta.
Paul Marteau levantou a hipótese de que este nome seria uma alusão ao jogo de xadrez, já que o protagonista está em cheque (pelos outros, pelo mundo), numa situação de encurralamento semelhante à do cheque mate. A palavra mat, no francês, significa "fosco, abafado, indistinto" e ainda o "cheque mate", no xadrez. Já o termo mât, quer dizer "mastro".
Outro estudioso do Tarô, Gwen Le Scouézec, sugere duas variantes etimológicas: o nome viria literalmente do árabe (mat: morto), ou seria uma apócope do italiano matto (louco, doido), nome com que aparece no tarocchino de Bolonha.

 

 

 

I. O Mágico ou O Mago

O Arcano da Mística, da Concentração, do Impulso Criado

Compilação de
Constantino K. Riemma




Tarô de Marselha

www.camoin.com
O título francês desta carta, Le Bateleur, pode ser traduzido também como Prestidigitador, Malabarista, Pelotiqueiro, Bufão, Acrobata ou Cômico. O termo Prestidigitador talvez fosse o mais adequado ao simbolismo dinâmico do personagem, mas é comum que seu nome seja traduzido do inglês Magician, Mágico ou Mago.

Um prestidigitador, de pé, frente à mesa onde coloca os seus instrumentos, segura uma esfera ou um disco amarelo entre o polegar e o indicador da mão direita, enquanto com a mão esquerda aponta obliquamente para o chão uma vareta curta.

O personagem é representado de frente, com o rosto voltado para a esquerda. [Nas referências aos protagonistas de cada carta, será considerada sempre a esquerda e a direita do leitor]. Usa um chapéu cuja forma lembra o símbolo algébrico de infinito ( ) e seus cabelos, em cachos louros, escapam desse curioso chapéu. Veste uma túnica multicolorida, presa por um cinto amarelo.

Sobre a mesa, da qual se vêem apenas três pernas, há diversos objetos: copos, pequenos discos amontoados, dados, uma bolsa e uma faca com a lâmina descoberta ao lado de sua bainha.

O prestidigitador está só, no meio de uma campina árida com três tufos de erva; no horizonte, entre as pernas da figura, uma árvore se desenha contra o céu incolor.



Significados simbólicos

Arcano da relação entre o esforço pessoal e a realidade espiritual. Domínio, poder, auto-realização, capacidade, impulso criador, atenção, concentração sem esforço, espontaneidade.

O ser, o espírito, o homem ou Deus; o espírito que se pode compreender; a unidade geradora dos números, a substância primordial. Ponto de partida. Causa primeira. Influência mercuriana.

Interpretações usuais na cartomancia

Destreza, habilidade, finura, diplomacia, eloqüência, capacidade para convencer, espírito alerta, inteligência rápida, homem inquieto nas suas atividades e negócios.

Mental: Facilidade para combinar as coisas, apropriação inteligente dos elementos e dos temas que se apresentam ao espírito.

Emocional: Psicologia materialista; tende para a busca das sensações, do vigor, da qualidade criativa. Generosidade unida a cortesia. Fecundidade em todos os sentidos.

Físico: Muita vitalidade e poder sobre as enfermidades de ordem mental ou nervosa, neuroses e obsessões. Indica uma tendência favorável para questões de saúde, mas não assegura a cura. Para conhecer o diagnóstico é necessário considerar outras cartas.


Tarô de Marselha





Sentido negativo: Charlatão persuasivo, sugestivo, ilusionista, intrigante, politiqueiro, impostor, mentiroso, explorador de inocentes. Agitação vã, ausência de escrúpulos. Discussões, brigas que podem se tornar violentas, dado o vigor do personagem. Mau uso do poder, orientação defeituosa na ação, operações inoportunas. Tendência à dispersão nas ações, falta de unidade nos processos e atividades. Duvida. Indecisão. Incerteza frente aos acontecimentos.

História e iconografia

Desde a antiguidade clássica são bem conhecidos esses personagens que ganhavam a vida com suas habilidades. Seu ofício se combinava freqüentemente com a apresentação de danças e a prática do charlatanismo – passavam o seu tempo a vagabundear pelas feiras.



"L’Escamoteur", O Ilusionista – Pintura de Jerome Bosch (1453-1516)



Não há muitas marcas literárias de sua passagem pela cultura européia, mas, em compensação, foi um personagem de prestígio nas artes gráficas desde os primeiros tempos. As gravações medievais costumam mostrá-lo no desempenho de suas mágicas frente a um grupo de espectadores absortos.

O Tarô suprime as testemunhas e acrescenta detalhes originais (a mesa de três pernas, a posição das pernas e dos braços do protagonista, entre outros), mas o seu parentesco com os registros sobre as feiras é evidente.

Pode-se acrescentar que, no mundo islâmico, o Prestidigitador foi também um personagem de vasta popularidade.



Tarô de Oswald Wirth
Num sentido mais geral, o Prestidigitador pode ser considerado símbolo da atividade originária e do poder criador existente no homem. Como ponto de partida do Tarô, é também o primeiro passo iniciático, a vontade básica no caminho para a sabedoria, a matéria primordial dos alquimistas, o barro paradisíaco do qual será obtido o Adão Kadmon.

“Se o mundo visível não passa de ilusão – pergunta-se Oswald Wirth – o seu criador não será o ilusionista por excelência?”

Neste plano, o Prestidigitador identifica-se com a materialidade do ser criado, até que o demiurgo e a criatura tornam-se o mesmo: certamente há aqui um sentido psicológico, para o qual a identidade é produto da experiência pessoal (o homem é o resultado das suas próprias ações). Desta maneira, pode-se interpretar a supressão da quarta perna da mesa como representativa do ternário humano no mundo (espírito-psique-corpo).

Uma das especulações em torno do personagem do Arcano I pode ser estabelecida a partir da sua atividade intensa, de seu dinamismo sem


repouso (produto de seu caráter de intermediário entre o sensível e o virtual), atributo que o relaciona de modo estreito ao simbolismo de Mercúrio.
Nesse sentido, a vareta que traz na mão esquerda seria a simplificação do caduceu, assim como seu estranho chapéu corresponde quase exatamente ao capacete alado da divindade. Seu nome grego significaria “intérprete, mediador”, o que confirmaria essa hipótese.

Muito já se estudou sobre o papel fundamental desempenhado por Hermes Trimegisto na história do ocultismo; os alquimistas desenvolveram boa parte de suas sutis investigações em torno do simbolismo de Mercúrio; não é absurdo, portanto, supor que o Tarô tenha sido colocado sob sua invocação.

O arcano do Mago é também relacionado ao Aleph ( ), do alfabeto hebraico, e pode ser associado à idéia de princípio e também ao primeiro som articulável ( a ) que, segundo a tradição “expressa a força, a causa, a atividade, o poder” e seria o paradigma do homem em sua relação com as demais criaturas.


Hermes (Mercúrio)

 

 

 

II. A Papisa (ou A Sacerdotisa)

O Arcano da Sabedoria, da Gnose, do Princípio Receptivo

Compilação de
Constantino K. Riemma





Tarô de Marselha

www.camoin.com

Uma mulher sentada, com um livro aberto sobre a saia e uma coroa tripla na cabeça.
Olha para a esquerda e veste uma túnica vermelha sobre a qual se desdobra um manto azul (em algumas versões as cores são opostas). Duas partes da sua tiara estão ornadas de florões, mas a parte superior é uma simples abóbada. Um véu, que lhe cai sobre os ombros, cobre totalmente os seus cabelos; na mesma altura desse véu, por trás, aparece uma cortina cujos pontos de fixação não são visíveis. Tampouco se podem ver os pés da mulher, assim como a base do trono. Fato curioso, que é reencontrado somente no arcano XXI, é que a figura ultrapassa a margem superior do quadro: o extremo da tiara supera a linha negra, um pouco à direita do número II.

Significados simbólicos

A Sabedoria, a Gnose, a Casa de Deus e do homem, o santuário, a lei, a Cabala, a igreja oculta, a reflexão.
Fala também do binário, do princípio feminino, receptivo, materno.
Mistério. Intuição. Piedade. Paciência, influência saturnina passiva.




Interpretações usuais na cartomancia

Reserva, discrição, silêncio, meditação, fé, confiança atenta. Paciência, sentimento religioso, resignação. Favorável às coisas ocultas.
Mental: Grande riqueza de idéias. Responde a problemas concretos melhor do que a questões vagas.
Emocional: É amistosa, recebe bem. Mas não é afetuosa.
Físico: Situação garantida, poder sobre os acontecimentos, revelação de coisas ocultas, segurança de triunfo sobre o mal. Boa saúde, mas com um ritmo físico lento.
Sentido negativo: Dissimulação, hipocrisia, intenções secretas. Mesquinharia, inação, preguiça. Beatice. Rancor, disposição hostil ou indiferença. Misticismo absorvente, fanático. Peso, passividade, carga. As intuições que traz invertem seu sentido e se tornam falsas. Atraso, lentidão nas realizações.

História e iconografia

A tradução exata do nome que o Tarô de Marselha dá a este arcano (La Papesse) é A Papisa. Outras versões, como A Sacerdotisa ou A Alta Sacerdotisa, vêm do nome que lhe é dado em inglês (The High Priestess).
A figura da Papisa faz alusão a um fato histórico, ou melhor, lendário, que ocupa um lugar notável na literatura da Idade Média: a pretensa existência de um Papa do sexo feminino. A tradição popular diz que uma mulher ocupou a cadeira de São Pedro durante alguns anos sob o nome de João VIII.
Várias versões aparecem, mas o mais antigo testemunho que chegou até nós é bastante posterior à data de seu suposto reinado.
De qualquer modo, para o estudo tradicional e iconográfico do Tarô, não importa estabelecer alguma fidelidade histórica. Embelezada com o correr do tempo, uma de suas versões combina


Tarô de Marselha

www.krishadar.com



admiravelmente com o simbolismo maternal que se atribui à estampa: segundo tal versão, a papisa teria ficado grávida de um dos seus familiares e, como não se recolheu à época do parto, o acontecimento teria se dado em plena rua, durante uma procissão entre a igreja de São Clemente e o palácio de Latrão.




Tarô de Oswald Wirth

Com a dramática descoberta do embuste, o enfurecido séquito papal teria assassinado Joana e seu filho. Antigas tradições romanas asseguram que, no lugar do homicídio, permaneceu durante séculos um túmulo ornado por seis letras P, que podiam ser lidas de três maneiras diferentes (jogando com a inicial comum a Papa, Pedro, pai e parto).
Ainda com relação a essa lenda, deve-se assinalar um fato notável: na célebre Bíblia ilustrada alemã do ano de 1533, a grande prostituta do Apocalipse está representada com uma tiara na cabeça, A tradição afirma que foi desenhada deste modo por desejo expresso e sugestão de Martinho Lutero.
Enquanto o Mágico não poderia permanecer em repouso (numa unidade andrógina onde tudo é impulso e estímulo), a Sacerdotisa é o próprio repouso: sentada, majestosa, receptiva, seu reino é binário, uma etapa na distinção da polaridade do universo. Se o binário equivale a conflito, no sentido de rompimento da unidade, de abandono do caos essencial onde não existem as magnitudes nem os nomes, é também a primeira etapa dolorosa e imprescindível das vias iniciáticas, o começo da busca da identidade.

A Sacerdotisa representa a submissão majestosa às exigências dessa iniciação, o equilíbrio que a repartição elementar de forcas produz no conflito.
O que o Arcano I era para a encarnação das energias espirituais o Arcano II o é quanto à aceitação dessa metamorfose: o reconhecimento prévio da luta entre os princípios branco-negro, dia-noite, Yang-Yin.
Alguns autores vêem na Sacerdotisa a representação de Isis, com todas as suas conotações noturnas e ocultas. Também a associam a Cassiopéia, a rainha negra da Etiópia e mãe da constelação Andrômeda, e a Belkis, a belíssima rainha de Sabá, para quem Salomão teria composto o Cântico dos Cânticos. Essa relação da Sacerdotisa com deusas e rainhas negras (ou escuras) não parece casual e acentua a contrapartida com a carta a seguir: o simbolismo branco, luminoso e diurno do Arcano III (A Imperatriz), com quem a Sacerdotisa forma a dupla oposta e complementar da feminilidade.
Este símbolo subterrâneo, que se refere ao aspecto esotérico da revelação, teria passado para o cristianismo sob a forma das virgens negras, cujo ritual se realiza com freqüência numa cripta ou num lugar inacessível.
Mãe, esposa celeste, senhora do saber esotérico, a Papisa ou Sacerdotisa ocupa na estrutura do Tarô o lugar da porta, da passagem entre o exterior e o interior, do ponto imóvel e comum entre a Casa e a rua.


Isis, deusa do amor
e da magia, que se tornou
a deusa-mãe do Egito


 

III. A Imperatriz

O Arcano da Magia Sagrada, da Força Mediadora, da Mãe

Compilação de
Constantino K. Riemma




Tarô de Marselha-Camoin

Uma mulher coroada, sentada num trono, mantém contra si, com sua mão direita, um escudo ornado com uma águia amarela, enquanto que com a esquerda sustenta um cetro que termina por um globo encimado pela cruz.
Está representada de frente, com os joelhos separados e com os pés ocultos nas dobras da túnica. A cintura da Imperatriz está marcada por um cinto, que se une a uma gola dourada. A coroa leva florões amarelos e permite que os cabelos da figura se derramem sobre os ombros.
O trono está bem visível e seu espaldar sobressai à altura da cabeça da Imperatriz. No ângulo inferior esquerdo da estampa cresce uma planta. A águia desenhada no escudo olha para a direita.

Significados simbólicos

O verbo, o ternário, a plenitude, a natureza, a fecundidade, a geração nos três mundos.
Sabedoria. Discernimento. Idealismo. Influência solar intelectual. É o arcano da Magia Sagrada, instrumento do poder divino.



Interpretações usuais na cartomancia

Gravidez, criatividade, sucesso. Compreensão, inteligência, instrução, encanto, amabilidade. Elegância, distinção, cortesia. Domínio do espírito, abundância, riqueza.

Mental: Penetração na matéria por meio do conhecimento das coisas práticas. Os problemas vêem à tona e podem ser reconhecidos.

Emocional: Capacidade para penetrar na alma dos seres. Pensamento fecundo e criador.

Físico: Esperança, equilíbrio. Soluciona os problemas. Renova e melhora as situações. Poder continuo e irresistível nas ações.

Sentido negativo: Desavenças, discussões em todos os planos. As coisas se embaralham e ficam confusas. Atraso na realização de um acontecimento que, no entanto, ocorrerá.
Afetação, pose, coqueteria. Vaidade, presunção, desdém. Futilidade, luxo, prodigalidade. Deixa-se levar pelas adulações, falta de refinamento, modos de novo-rico.


Tarô de Marselha-Kris




História e iconografia

A Imperatriz, adornada dos símbolos atribuídos à feminilidade triunfante, pode ser relacionada a um repertório interminável: a Madona cristã, a esposa do rei ou mãe do herói; a deusa primordial de todos os ritos matriarcais, as quatro damas do baralho.




Tarô de Oswald Wirth

Sobre a figura da Imperatriz parece ser mais importante considerar a sua localização no Tarô (como a terceira da série) e à sua relação com outras figuras do que o seu simbolismo individual, já que o caráter difuso da carta torna sua amplitude inesgotável. Assim, será interessante recapitular tudo que foi escrito sobre o simbolismo do três e a ordem do ternário, bem como às variadas significações atribuídas às damas dos Arcanos Menores.
Na versão de Wirth, a Imperatriz aparece aureolada por doze estrelas, das quais somente nove são visíveis: é evidente o duplo sentido alegórico desta representação, que se refere simultaneamente aos signos do Zodíaco e ao período da gestação. Como o 9 é também representação da inteligência, no momento da sua maturidade, é possível associar os atributos centrais do Arcano III: feminilidade-experiência-sabedoria.
Relacionada em todas as cosmogonias ao simbolismo lunar e à face oculta do conhecimento (Sacerdotisa), a mulher admite também um período solar (Imperatriz), do qual há correspondências nas organizações culturais mais remotas da humanidade.

Do ponto de vista matriarcal, a Imperatriz não é ainda a Eva protagonista do pecado e da queda, mas a que aparece em certas tradições talmúdicas: a fundadora, que reencontra Adão depois de trezentos anos de separação; a que aniquila Lilit – a rival estéril e luxuriosa – para organizar junto ao primeiro pai a família dos homens.
Alguns comentaristas do Islã vêem nesta Eva triunfante do adultério a representação da passagem das sociedades anárquicas ao princípio de ordem dos tempos históricos. Seu túmulo mítico se localiza em Djeda ou Djidda, às margens do mar Vermelho e próximo da montanha sagrada de Arafat, onde o teria ocorrido seu reencontro com Adão, para formar o casal primordial.
A Imperatriz, finalmente, é símbolo da palavra e representa o envoltório material do corpo, seus órgãos e suas funções. Ouspensky a imagina repousando sobre um trono de luz, bela e fecunda, em meio à interminável primavera.

 

 

 

 

IIII. O IMPERADOR

O Arcano da Autoridade, da Paternidade e da Obediência

Compilação de
Constantino K. Riemma





Tarô de Marselha

www.camoin.com

Sentado num trono com as pernas cruzadas, um homem coroado é visto de perfil. Em sua mão direita traz um cetro que termina por um globo e pela cruz, enquanto a outra mão segura o cinto.
No primeiro plano, à direita, um escudo com a imagem de uma águia parece apoiar-se no chão.
Um colar amarelo prende uma pedra (ou um medalhão) de cor verde. A coroa se prolonga extraordinariamente por detrás da nuca.
O trono, uma cadeira em cujo braço esquerdo se apóia o Imperador, repousa – como a mesa do Arcano I – sobre um terreno aparentemente árido, do qual brota uma solitária planta amarela.
Ao contrário do emblema da Imperatriz, a águia do Arcano IIII olha para a esquerda. O desenho das águias, por outro lado, difere notavelmente num e noutro caso.
A notação IIII, no topo do desenho, que ocorre também nos arcanos VIIII, XIIII e XVIIII não é habitual na numeração romana (que registraria IV, IX, XIV e XIX).
Essa forma de grafar, porém, faz parte da tradição gráfica do Tarô, tal como aparece na versão de Marselha e na maioria das coleções de cartas antigas.


Significados simbólicos

O poder, o portal, o governo, a iniciação, o tetragrama, o quaternário, a pedra cúbica ou sua base. Proteção paternal.
Firmeza. Afirmação. Consistência. Poder executivo. Influência saturnina-marciana. Concretização, habilidades práticas, ordem, estabilidade, prestígio.

Interpretações usuais na cartomancia

Direito, rigor, certeza, firmeza, realização. Energia perseverante, vontade inquebrantável, execução do que está resolvido. Protetor poderoso.
Mental: Inteligência equilibrada, que não despreza o plano utilitário.
Emocional: Acordo, paz, conciliação dos sentimentos.
Físico: Os bens, o poder passageiro. Contrato firmado, fusão de sociedades, situação do acordo. Saúde equilibrada, mas com tendência à exuberância excessiva.
Sentido negativo: Resultados contrários ao pretendido, ruptura do equilíbrio. Queda. Perda dos bens, da saúde ou do domínio sobre coisas e seres. Oposição tenaz, hostilidade preconcebida. Teimosia, adversário obstinado; assunto contrário aos interesses. Autodestruição, grande risco de ser enganado. Autoritarismo, tirania, absolutismo.

História e iconografia

Alguns estudiosos chamam atenção para um aspecto significativo desta figura: o Imperador tem as pernas cruzadas. Este detalhe corroboraria a tese de inspiração germânica do arcano, visto que no antigo direito alemão esta posição era prescrita ritualmente para os altos magistrados (1220). No entanto, imagens semelhantes e igualmente antigas aparecem nas iconografias francesa e inglesa, representando altos dignitários.
O caráter cerimonial e prestigioso do cruzar as pernas pode ter uma origem mais remota, possivelmente oriental, já que isso não é habitual no panteão greco-romano.
O antigo simbolismo, convertido em liturgia pela codificação alemã, admite também um profundo sentido psicológico: cruzar as pernas e os braços indica concentração volitiva, encerra o protagonista na sua esfera pessoal e, do ponto de vista gestual, afirma claramente o desejo de individuação.
Outros detalhes merecem ser assinalados a propósito do Imperador.
É comum, associar o simbolismo do Tetragrammaton à figura do Imperador. É sabido que o tetragrama traduz ao nome de Deus omitindo-o, ao decompô-lo no nome das letras que o formam: Yod – He – Vau– He.


Tarô de Marselha
de Kris Hadar





He <- Vau <- He <- Yod
A leitura do nome das letras (grafadas da direita para a esquerda, em hebraico), dá Jehová, que não é o nome de Deus, mas alusão a ele.
Os cabalistas, como demonstra este exemplo, trabalham também com o pensamento analógico, tal como se vê nos demais estudos tradicionais.

“A idéia é perfeitamente clara” – diz Ouspensky – “se o Nome de Deus está realmente em tudo (se Deus está presente em tudo), então tudo deve ser análogo a tudo mais: a parte menor deverá ser análoga ao Todo, a partícula de pó análoga ao Universo, e todos análogos a Deus”.
Do ponto de vista cabalístico, a relação Tetragrama-Imperador parece muito fecunda, já que, comparada com as três letras anteriores (ou os três arcanos), consideradas respectivamente como o princípio ativo (I), o princípio passivo (II) e o princípio do equilíbrio ou neutralizador (III), a quarta letra ou carta é considerada o resultado e, também, o princípio da energia latente.




Tarô de Oswald Wirth

Isto se harmoniza perfeitamente com a versão de Wirth sobre o Arcano IIII, segundo a qual ele não é apenas o Príncipe deste mundo, que "reina sobre o concreto, sobre o que está corporificado", mas é também o paradigma do homem estritamente normal, em posse de suas potencialidades, mas ainda não realizado pela iniciação.
Nesse sentido, representa o quaternário de ordem terrena, de organização da vida sensível, e pode ser relacionado também ao demiurgo dos platônicos, às divindades inferiores em geral (os heróis, antes dos deuses), e a toda tentativa de criação de vida no nível terreno e perecível.
Também se vê nele, enquanto rei que propicia a prosperidade e o crescimento de seu povo, uma correspondência ao mito de Hércules, “portador da maçã, que leva as maçãs de ouro ao jardim das Hespérides”.
Hércules, enquanto herói solar, que resume como nenhum outro as fases do processo iniciático no sentido da liberação individual que, esotericamente, só se pode alcançar através do trabalho e do esforço.

Como Hércules, também o Imperador não transcende a condição humana, embora o princípio indique que poderá levá-la à sua mais alta manifestação.
É considerado, em sua face não trabalhada, como representante do aspecto violento e agressivo do masculino, mas também como dispensador da energia vital e, neste aspecto, como a Natureza abundante, divisível, nutritiva.

 

 

 

V. O Papa (O Pontífice ou o Hierofante)

O Arcano da Transcendência, da Iluminação, da Pobreza

Compilação de
Constantino K. Riemma




Tarô de Marselha

www.camoin.com
Um grupo de três personagens em que um deles é visto de frente, sentado, com a mão direita levantada no sinal da benção, tendo em sua mão esquerda o eixo de uma cruz de seis braços; sua cabeça está coroada por uma tiara. Os outros dois personagens que se encontram em primeiro plano, de costas para quem contempla a imagem, têm os rostos voltados para o primeiro personagem.
Este, protagonista da figura, tem veste azul, capa vermelha ornada de amarelo. Sua mão esquerda está fechada e coberta por uma luva que tem impressa uma cruz dos templários. A barba e o cabelo do Pontífice são brancos.
Percebe-se apenas vagamente a cadeira em que o personagem central está sentado, com duas colunas ao fundo.
Os dois personagens que estão de costas mostram a tonsura. O da esquerda aponta sua mão direita para o solo, com os dedos separados. O homem da direita aponta para o alto com sua mão esquerda, com os dedos juntos.

Significados simbólicos

É o arcano do ato da bênção, da iniciação, da demonstração, do ensino. Lei, simbolismo, filosofia, religião.
Dever. Moral. Consciência. O Santo.



Interpretações usuais na cartomancia

Autoridade moral, sacerdócio. Proteção, lealdade. Observância das convenções, respeitabilidade. Ensino, conselhos equilibrados. Benevolência, generosidade indulgente,
perdão. Mansidão.
Busca de sentido, revelação, hora da verdade, confiança, indicações do caminho da salvação.
Mental: O Pontífice representa a forma ativa da inteligência humana, que traz principalmente as soluções lógicas. Significa também os pensamentos inspirados por um nível mais alto de consciência.
Emocional: Sentimentos poderosos, afetos sólidos, solicitude, sem cair em sentimentalismos. O Pontífice indica os sentimentos normais, tal como devem ser manifestados na vida, de acordo com as circunstâncias.
Físico: Equilíbrio, segurança na situação e na saúde. Segredo revelado. Vocação religiosa ou cientifica.
Sentido negativo: Indica um ser desprovido de sua razão e seus instintos, na obscuridade, carente de apoio espiritual. Projeto retardado.
Chefe sentencioso, moralista estreito, rígido, prisioneiro das formalidades, metafísico dogmático, professor autoritário, teórico limitado, pregador da “boca pra fora”.
Conselheiro desprovido de sentido prático.
Problemas com saúde, indecisão, negligência.


www.krishadar.com



História e iconografia

O Arcano V é uma das figuras que permitiram precisar com maior exatidão a antiguidade do Tarô, já que seus detalhes iconográficos remontam a um modelo perdido em que se inspirou necessariamente o desenho de Fautrier (Tarô de Marselha), o que é confirmado pelas diferenças e semelhanças com maços mais antigos, como os de Baldini (1436-1487) e Gringonneur (1450).
Em primeiro lugar, é preciso destacar que o Pontífice do Tarô de Marselha é barbudo, enquanto seus precursores renascentistas e medievais não o são. Há estudos que estabelecem uma curiosa cronologia da moda papal neste aspecto. Torna-se assim evidente que o tarô clássico copia um modelo mais antigo que não chegou até nós, mas que assegura a continuidade evolutiva do Tarô desde os imagiers du moyen age até a atualidade.
Outro detalhe interessante é o da evolução da tiara papal na iconografia do Tarô. A tiara (com seu simbolismo sobre a existência dos três reinos ou mundos) não é um elemento litúrgico que permaneceu invariável ao longo da História. Boa parte dos estudiosos tende a concluir que as composições das tiaras representadas no Tarô clássico foram inspiradas em




Tarô de Oswald Wirth

gravações bem anteriores ao final do século XV, possivelmente dos fins do primeiro milênio.
A luva papal ornada com a cruz-de-malta indica também a origem remota da imagem, já que desde os tempos de Inocêncio III (1197-1216) a cruz havia sido substituída por uma plaqueta circular.
Arcano da capacidade adivinhatória, da intuição filosófica, do conhecimento espontâneo, o Pontífice simboliza também (por seu número) o homem como intermediário entre a divindade e o plano das coisas criadas.
A soma destes simbolismos permite associá-lo ao mediador por excelência, o pacifista, o construtor de pontes, o que encontra a saída para situações aparentemente insolúveis, mediante um luminoso clarão intuitivo.
O Papa também é visto como representante da lei moral, não escrita, que domina a consciência e, no setenário que as pontas da sua cruz organizam, as virtudes necessárias para vencer os sete pecados capitais:
- orgulho (Sol), preguiça (Lua),
- inveja (Mercúrio), cólera (Marte), luxúria (Vênus),

- gula (Júpiter) e avareza (Saturno).
Wirth o imagina um ancião pleno de indulgência para com as debilidades humanas, pontificando ante duas categorias de fiéis: aqueles que compreendem (representados pelo personagem com a mão para o alto); e os que formam o rebanho cego e inconsciente que obedece por temor ao castigo, e não por autodeterminação (representados pelo personagem que aponta a mão para o chão). Estas combinações (alto e baixo, direita e esquerda) voltam a colocar a ordem do quaternário como modelo de organização. Considerado do ponto de vista do quaternário formado pelos arcanos anteriores, o Pontífice representaria o conteúdo da forma, a quintessência concebível (se bem que imperceptível), o domínio da quarta dimensão.

 

 

 

VI. Os Namorados (Os Enamorados ou Os Amantes)

O Arcano da Iniciação, da Castidade e do Livre-arbítrio

Compilação de
Constantino K. Riemma





Tarô de Marselha-Camoin

Um homem, entre duas mulheres, é visado por uma flecha que parece pronta para ser disparada por um anjo, Cupido, à frente de um disco solar. O homem, no centro do grupo, olha para a mulher da esquerda. Ele tem cabelos louros, as pernas descobertas, e sua vestimenta é uma túnica de listas verticais, com mangas e um cinto amarelo. Vê-se apenas uma das suas mãos, a direita, à altura do cinto.

A mulher da direita, com os cabelos louros soltos sobre os ombros, tem um rosto jovem, fino. A mão esquerda está pousada sobre o peito do homem, enquanto a direita aponta para baixo, de modo que os braços estão cruzados.

A outra mulher, a da esquerda, está representada de costas, mas o rosto aparece de perfil. Tem cabelos que escapam livremente de um curioso chapéu. Dirige a mão direita para a terra e pousa a esquerda sobre o ombro do jovem.

O anjo, de cabelos louros e asas azuis, segura uma flecha branca com uma das mãos enquanto com a outra segura um arco da mesma cor.

Do disco solar surgem 24 raios pontiagudos, um dos quais é superposto pela asa do anjo.



Significados simbólicos

Sentimento. Livre arbítrio. Maioridade. Prova. Escolha. Encadeamento, enredo, abraço,
luta, antagonismo, combinação, equilíbrio.

Matrimônio, ligação, união. Integração de ambos os sexos ao poder gerador do universo.

Interpretações usuais na cartomancia

Decisão voluntária, eleição. Votos, aspirações, desejos. Exame, deliberações, responsabilidades. Afetos.

É a carta da união e do matrimônio. Pode representar para os consulentes de ambos os sexos a iminência de uma escolha a ser realizada; em certos casos, também, a infidelidade.

Mental: Amor pelas belas formas e pelas artes plásticas.

Emocional: Dedicação e sacrifícios.

Físico: Os desejos, o amor, o sacrifício pela pátria ou pelos ideais sociais, assim como todos os sentimentos manifestados fortemente no plano físico.

Sentido negativo: Ruptura, separação, cortes, desordem. Divórcio. Prova a ser suportada. Dúvida, indecisão. Tentações perigosas, risco de ser seduzido. Má conduta, libertinagem. Debilidade, falta de heroísmo. Indecisão e impotência.


www.krishadar.com



História e iconografia

Em vasos e quadros da época romana, encontra-se com freqüência a imagem de um casal de namorados ante uma terceira pessoa ou elemento (em geral um Cupido).

O Arcano VI parece referir-se de forma alegórica a uma idéia diferente: a famosa parábola de Hércules na encruzilhada entre a Virtude e o Vicio, tal como conta Xenofonte nas suas lembranças de Sócrates. É bem provável que esta parábola – e suas variantes, como a de Luciano, o Jovem, disputado pela Arte e pela Ciência, entre as mais conhecidas – tenha sido popular na Idade Média, visto que é citada por vários autores dessa época (Cícero, no Tratado dos Deveres; São Basílio, no seu Discurso aos Jovens).

A idéia fundamental deste tema – ou seja, a necessidade de escolha entre dois caminhos – encontra-se igualmente em muitas imagens cristãs. Pode-se citar como exemplo uma miniatura bizantina do século X, onde Davi está representado entre duas mulheres que simbolizam a Sabedoria e a Profecia: a pomba que pousa sobre a cabeça do rei lembra em muito o Cupido do Arcano VI.

A antiguidade desta parábola é indiscutível, mesmo que as suas representações gráficas mais remotas não tenham chegado até nos. Na vida de Apolônio de Tiana, narrada por Filostrates no final do século II, há uma curiosa passagem em que um sábio egípcio diz a Apolônio:

“Tu conheces, nos livros de imagens, a representação de Hércules em que ele, jovem, ainda não escolheu o seu caminho. O Vício e a Virtude o rodeiam, tentam atraí-lo, cada um o quer para si...”



Davi, entre a Sabedoria e a Profecia




É preciso remontar mais uma vez aos pitagóricos para encontrar o simbolismo gráfico do tema, representado entre eles pela letra Y, emblema da escolha vital que todo homem realiza no final da infância.




Tarô de Oswald Wirth

O traço da metade inferior da letra Y representaria precisamente a infância, isenta de vícios ou virtudes; os braços que partem da bifurcação da letra representariam cada uma dessas tendências, enquanto que o ponto onde a bifurcação se produz seria o momento exato em que a puberdade se manifesta.

É comum encontrar nos manuscritos medievais esta referência à letra Y: “bifurcação, ou letra de Pitágoras”. Não é casual, assim, que alguns desenhos modernos do Tarô mencionem esta lâmina como A Dúvida ou A Prova.

Esse mesmo significado é mencionado no Antigo Testamento – no Deuteronômio, no primeiro dos Salmos, e mais explicitamente ainda em Jeremias. A idéia não reaparece no Novo Testamento, mas sim no começo dos Ensinamentos dos Doze Apóstolos, texto não canônico, presumivelmente composto por volta do século II: “Dois são os caminhos; um leva à Vida e outro à Morte”.

Uma interpretação totalmente diferente vê nessa estampa o ato do compromisso matrimonial dos noivos diante do sacerdote, ou seja, a cerimônia matrimônio enquanto sacramento. É o caso de alguns dos


célebres pintores renascentistas – Rafael, Perugino – deram testemunho dessa cerimônia na vida da Virgem.

Wirth vê no Enamorado a primeira fase individual da trajetória iniciática, quando o homem terminou a sua formação, mas não começou ainda o seu trabalho.

Outra vertente de interpretação menciona o simbolismo sexual do “senário”, partindo do sentido literal do nome da Carta.

“Entre os pitagóricos – disse Clemente de Alexandria – o seis é um numero sexual, chamando-se por esta razão O Matrimônio”.

Nas analogias geométricas, o Enamorado se identifica ao selo de Salomão, ou seja, tem claro vínculo com cópula dos triângulos entrelaçados.

Do ponto do vista psicológico, é sem dúvida a metáfora mais transparente do caminho para a identidade, que apenas se realiza no conflito e no intercâmbio com o mundo e com os outros.

 

 

 

VII. O Carro

O Arcano do Domínio, do Repouso

Compilação de
Constantino K. Riemma





Tarô Marselha- Camoin

Dois cavalos arrastam uma espécie de caixa, montada sobre duas rodas e coberta por um dossel, onde se encontra um homem coroado, que traz um cetro em sua mão direita. Na parte frontal do carro (a única visível), em boa parte dos tarôs clássicos, há um escudo com duas letras, que variam com as editoras das lâminas.
Mais do que de cavalos, poderíamos falar de dois corpos dianteiros, fundidos ao carro. Os dois animais olham para a esquerda, mas a sua disposição é tal que parecem andar cada um para o seu lado. O cavalo da esquerda levanta a pata direita, e o da direita, a pata esquerda. O dossel repousa sobre quatro colunas.
O homem, que tem uma coroa do tipo das de marquês, tem a mão esquerda sobre um cinto amarelo, na altura da cintura, e na mão direita traz um cetro que termina por um ornamento esférico encimado por um cone. O peito do personagem está coberto por uma couraça. Cada um dos seus ombros está protegido por uma meia-lua, com rostos de expressão diferente.
Os cabelos do personagem são amarelos, e seu olhar dirige-se ligeiramente para a esquerda, no mesmo sentido que o de seus cavalos.

Cinco plantas brotam do solo. Não aparecem rédeas ou qualquer outro meio de guiar o carro.

Significados simbólicos

Contemplação ativa, repouso. Vitória, triunfo.
O setenário sagrado, a realeza, o sacerdócio.
Magistério. Superioridade. Realização.

Interpretações usuais na cartomancias

Êxito legítimo, avanço merecido. Talento, dons, capacidade, aptidões postas em marcha. Tato para governar, diplomacia, direção competente.
Conciliação dos antagonismos, condução de forças divergentes. Progresso, mobilidade, viagens por terra.
Mental: As coisas se realizam, mas falta ainda montar as peças de conjunto.
Emocional: Afeto manifestado; protetor, serviçal.
Físico: Grande atividade, rapidez nas ações. Boa saúde, força, atividade intensa. Do ponto de vista do dinheiro: gastos ou ganhos, movimento de fundos.
Significa também notícia inesperada, conquista. Pode ser interpretado também como difusão da obra ou atividades do consulente através de palavras e, segundo sua localização na tiragem, significa elogios ou calúnias.


Tarô Kris Hadar



Sentido negativo: Ambições injustificadas, vanglória, megalomania. Falta de talento e de consideração. Governo ilegítimo, situação usurpada, ditadura. Oportunismo perigoso. Preocupações, cansaço, atividade febril e sem repouso. Perda de controle.

História e iconografia

O desfile dos heróis triunfantes de pé sobre seus carros de guerra é um costume pelo menos tão antigo quanto os próprios carros de guerra. Court de Gébelin – e com ele os que acreditam numa origem egípcia do Tarô – imagina que o Arcano VII nada mais é que a reapresentação do Osíris triunfal, e que os cavalos são uma herança vulgar da Esfinge.
Mais coerente, contudo, é relacioná-lo às apoteoses lendárias que comoveram a Idade Média, época em que se localiza sua iconografia.
Mais coerente, contudo, é relacioná-lo às apoteoses lendárias que comoveram a Idade Média, época em que se localiza sua iconografia.
Pode também lembrar um conto do ciclo mítico de Alexandre, o Grande, amplamente reproduzido desde a Antiguidade até o período do Renascimento.
Levado até o Oriente pela sucessão de seus triunfos, Alexandre teria chegado até o fim do mundo. Quis então saber se era verdade que a Terra e o Céu se tocavam num ponto comum. Para isto seduziu com ardis – é preciso recordar que a astúcia é também prerrogativa dos heróis – dois pássaros gigantes que existiam na região; prendeu-os e acomodou entre eles uma cesta.
Com uma lança na mão, em cujo extremo havia atravessado um pedaço de carne de cavalo, o conquistador subiu ao seu carro improvisado. Com a promessa de comida que oscilava ante seus olhos, os Grifos começaram a mover-se e alçaram vôo. Os heróis não podem, contudo, sobrepor-se aos deuses: na metade do caminho Alexandre


Apolo e o Grifo

www.mythesgrecs.fr.st



recebeu um emissário dos deuses, um enfurecido Homem Pássaro que insistiu para que ele desistisse de seu projeto. Muito a contragosto, Alexandre aceitou a censura e atirou a lança para a Terra, para onde desceram os Grifos, impacientes e vorazes.
Essa lenda, nascida certamente no Oriente, foi introduzida na Europa no fim do século II. Estendeu-se em seguida por todo o Ocidente cristão e era conhecida desde a baixa Idade Média. Numerosas ilustrações e várias esculturas que a representam chegaram até nós. A Crônica Mundial, de Rudolph von Ems (século XIII) a reproduz em uma detalhada miniatura; em São Marcos de Veneza está o relevo talvez mais significativo para rastrear as fontes inspiradoras do Arcano VII: a cesta de Alexandre é ali uma caixa semelhante à de O Carro; aparecem também as rodas esboçadas.
Durante a Idade Média, a arte dos imagiers parece ter-se servido desta lenda como uma alegoria do orgulho.
Por sua amplitude simbólica e pela beleza da sua composição, O Carro figura entre os arcanos de maior prestígio do Tarô. É, também, um dos que oferecem maiores lacunas de interpretação.
Relacionado em princípio com Zain (sétima letra do alfabeto hebreu, que corresponde ao nosso Z), denuncia uma mobilidade e inquietude que tem a ver com todo deslocamento ou ação ziguezagueante, veloz.



Elias no Carro de Fogo (A visão de Ezequiel)

Tela de Giuseppe Angeli, 1712 - 1798



Por sua amplitude simbólica e pela beleza da sua composição, O Carro figura entre os arcanos de maior prestígio do Tarô. É, também, um dos que oferecem maiores lacunas de interpretação.
Relacionado em princípio com Zain (sétima letra do alfabeto hebreu, que corresponde ao nosso Z), representa uma mobilidade e inquietude que tem a ver com todo deslocamento ou
ação ziguezagueante, veloz.
Há autores que relacionam as rodas do Carro aos torvelinhos de fogo da visão de Ezequiel.
Quando se traduz a lâmina pela palavra carro – protótipo dos sistemas de troca – representa o que é móvel, transferível, interpretável. Nesse caso, seu aspecto oracular é associado às mudanças provocadas pela palavra: elogios, calúnias, difusão da obra, boas ou más notícias; e, por extensão, aos sistemas de intercâmbio em geral (economian movimento de fundos).
Aponta-se aqui a questão das relações entre esta mobilidade e o dinamismo mercurial do Prestidigitador, já que esses arcanos se encontram no início e no fechamento do primeiro setenário do Tarô.
Talvez esta analogia possa ser levada mais longe, e não parece impossível que a figura toda seja uma ilustração desta passagem bíblica. Em Ezequiel (I, 4-28), com efeito, aparecem não só as rodas, o carro e os animais, mas também “sobre o trono, no alto, uma figura semelhante a um homem que se erguia sobre ele. E o que dele aparecia, da cintura para cima, era como o fulgor de um metal resplandecente”, o que é uma descrição bastante aproximada do personagem do Arcano VII. Nessa mesma passagem podem-se encontrar também analogias válidas para o simbolismo geral do Arcano XXI (O Mundo).


Currus Triumphalis
Amsterdã, 1671



Há quem veja ainda, nos animais presos, uma anfisbena(serpente de duas cabeças), ou poderes antagônicos que é necessário subjugar para prosseguir – “como no caduceu se




Tarô de Oswald Wirth

equilibram as duas serpentes contrárias”. O veículo representaria o simbolismo do Antimônio (ou a Alma Intelectual dos alquimistas), mencionado como Currus Triumphalis num tratado de Basílio Valentin (Amsterdã, 1671).
A totalidade do arcano sugere, para Wirth, a idéia do corpo sutil da alma, graças ao qual o espírito pode se manifestar no campo do material. Esta idéia de um halo ou dupla transubstancial que não pode ser relacionada a nenhum dos três aspectos do homem (corpo –> alma –> espírito), mas que tende a relacioná-los entre si, gozou de um vasto prestígio esotérico: é o corpo sideral de Paracelso (ou astral, na linguagem teosófica), como também o “corpo aromático”, de Fourier, ou o Kama rupa do budismo soteriológico.
Finalmente, permanece em aberto a explicação para as letras inscritas no escudo: S e M (no Tarô da editora Grimaud). Alguns supõem que se referem a Sua Majestade; outros, que falam dos dois princípios alquímicos, Sulfur e Mercurius). Não é este o único ponto obscuro do arcano que Éliphas Lévy chamou “o mais belo e mais completo de todos que compõem a chave do Tarô”.
 

 

VIII. A Justiça

O arcano do Equilíbrio, da Imparcialidade

Compilação de
Constantino K. Riemma





Marselha-Camoin

Uma mulher, sentada num trono, tem em sua mão direita uma espada desembainhada com a ponta virada para cima, e na esquerda uma balança com os pratos em equilíbrio. A mão que segura a balança encontra-se à altura do coração.
Este personagem, que é visto de frente, está vestido com uma túnica cujo panejamento sugere uma mandorla (ver arcano 21 – O Mundo), espaço de conciliação das polaridades.
Não se vêem os pés da mulher nem a cadeira propriamente dita. Aparece, em compensação, com toda nitidez, o espaldar do trono: as esferas que o arrematam estão talhadas de maneira diferente.

Significados simbólicos

Justiça, equilíbrio, ordem.
Capacidade de julgamento.
Conciliação entre o ideal e o possível. Harmonia. Objetividade, regularidade, método.
Balança, avaliação, atração e repulsão, vida e temor, promessa e ameaça.



Interpretações usuais na cartomancia

Estabilidade, ordem, persistência, normalidade. Lei, disciplina, lógica, coordenação. Flexibilidade, adaptação às necessidades. Opiniões moderadas. Razão, sentido prático. Administração, economia. Obediência.
Soluções boas e justas; equilíbrio, correção, abandono de velhos hábitos.
Mental: Clareza de juízo. Conselhos que permitem avaliar com justeza. Autoridade para apreciar cada coisa no momento oportuno.
Emocional: Aridez, secura, consideração estrita do que se diz, possibilidade de cortar os vínculos afetivos, divórcio, separação. Este arcano representa um princípio de rigor.
Físico: Processo, reabilitação, prestação de contas. Equilíbrio de saúde, mas com tendência a problemas decorrentes de excessos (obesidade, apoplexia), devido à imobilidade da carta.
Sentido negativo: Perda. Injustiça. Condenação injusta, processo com castigo. Grande desordem, perigo de ser vítima de vigaristas. Aburguesamento.


Marselha-Grimaud




História e iconografia




Bamberg (1237)

A representação da Justiça como uma mulher com balança e espada (ou livro) data provavelmente de um período remoto da arte romana.
Durante a primeira parte da Idade Média, espada e balança passaram a ser atributos do Arcanjo Miguel, comumente designado por Micael ou São Miguel, que parece ter herdado as funções do Osíris subterrâneo, o pesador de almas.
Mais tarde estes elementos passam para as mãos da impassível dama, da qual há figurações relativamente antigas na arte medieval: um alto-relevo da catedral de Bamberg, datado de 1237, a representa deste modo.

Pelo que parece, a iconografia do Arcano VIII seguiu com bastante fidelidade a tradição artística.
A espada e a balança são, para Aristóteles, os elementos representativos da justiça: a primeira porque se refere à sua capacidade distributiva; a segunda, à sua missão equilibradora. Ao contrário das alegorias inspiradas na Têmis grega, a Justiça do Tarô não tem venda sobre os olhos.
É comum relacionar este arcano ao signo zodiacal de Libra. Ele representa, como aquele, nem tanto a justiça exterior ou a legalidade social, mas sim a função interior justiceira que põe em movimento todo um processo psíquico (ou psicossomático) para determinar o castigo do culpado, partindo já da idéia de que “a culpa não é, em si, diferente do castigo”.
Também se atribui à balança uma função distributiva entre bem e mal, e a expressão do princípio de equilíbrio. A espada, por sua vez, representa a sentença, a decisão psíquica, a palavra de Deus.


Miguel Arcanjo







Na divisão do Tarô em três setenários, a ordem que Wirth estabelece é descendente, correspondendo aos arcanos I-VII a esfera ativa do Espírito; aos VIII-XIV, a esfera intermediária, anímica; aos arcanos XVI-XXI, a esfera passiva do Corpo.
O segundo setenário – que se inicia com a Justiça – corresponde à Alma ou ao aspecto psicológico da individualidade.
“O primeiro termo de um setenário – diz Wirth – desempenha necessariamente um papel gerador. Assim, o espírito emana da Causa Primeira (O Prestidigitador), a alma procede do Arcano VIII, e o corpo, do XV (O Diabo)”.
Examinado do ponto de vista dos ternários, a Justiça (8), ocupa o segundo termo do terceiro ternário, sendo precedida pelo Carro (7), que cumpre aí a função geradora, enquanto ela, a Justiça, passa a exercer a função de organizadora.

A Justiça no Tarô de Oswald Wirth



Neste sentido – confirmado por sua localização na ordem dos ternários – esclarece-se o caráter esotérico do Arcano VIII: nada pode viver sem cobrir a distância entre a origem e o equilíbrio, já que os seres não existem a não ser em virtude da lei à qual estão submetidos.
É interessante também analisar a correspondência simbólica entre a Justiça (8) e o Imperador (4), já que há uma aliança evidente entre os princípios de Poder e Lei e a busca da harmonia do governo (de um estado, de uma situação, da individualidade).
Na mitologia grega, Zeus gera em Têmis (a fraternal divindade justiceira do Olimpo grego), entre outras filhas, as Horas ou Quatro Estações, e Diqué, a personificação da Justiça. Essa filiação permite relacionar o Arcano VIII à ordem do quaternário, detalhe que já se evidencia a partir de seu número (8 = 2 x 4).

 

 

 

IX (ou VIIII). O Eremita (ou Ermitão)

O Arcano da Consciência, do Iniciado

Compilação de
Constantino K. Riemma





Marselha-Kris Hadar

Um homem, de pé, tem na mão esquerda um bastão que lhe serve de apoio, enquanto que com a direita levanta uma lanterna até a altura do rosto. Está representado de três quartos, com o rosto voltado para a esquerda. Veste uma grande túnica e um manto azul com o forro amarelo. Seu capucho, caído sobre as costas, parece continuar a túnica e é arrematado por uma borla amarela.
A lâmpada, aparentemente hexagonal, tem apenas três de seus lados visíveis, sendo o central vermelho e os restantes amarelos.
O fundo da gravura é incolor, e o chão de um amarelo estriado de listas negras, muito semelhante ao reverso do manto.

Significados simbólicos

O Iniciado, o buscador incansável. Sabedoria, iluminação, estudo, autoconhecimento
Meditação, recolhimento, saber desligar-se. Reavaliação da vida e dos objetivos.
Concentração, silêncio. Profundidade.
Prudência. Reserva. Limites. Influência saturnina.



Interpretações usuais na cartomancia

Austeridade, moderação, sobriedade, discrição. Médico experiente, sábio que cala seus segredos. Celibato. Castidade.
Mental: Contribuição luminosa à resolução de qualquer problema. Esclarecimento que chegará de modo espontâneo.
Emocional: Alcançar as soluções. Coordenação, encontro de afinidades. Significa também prudência, não por temor, mas para melhor construir.
Físico: Segredo descoberto, luz que se fará sobre projetos até agora ocultos. Na saúde: conhecimento do estado real, consultas que podem remediar os problemas.
Sentido negativo: Obscuridade, concepção falsa de uma situação. Dificuldades para nadar contra a corrente. Timidez, isolamento, depressão, recusa de relações.
Mutismo, circunspecção exagerada, isolamento, caráter fechado. Avareza, pobreza. Conspirador tenebroso.

Tarô e Marselha-Camoin






História e iconografia

O Ermitão é, sem dúvida, um dos arcanos menos alegóricos do Tarô. A imagem de um peregrino em hábito de monge, transportando um cajado, pode ser encontrado em dezenas de iluminuras em manuscritos dos séculos XV e XVI. O único detalhe que o afasta desta monotonia é a lâmpada que leva na mão direita: por ela imagina-se que seja uma ilustração da conhecida história de Diógenes em busca de um homem. Esse relato foi muito popular na alta Idade Média e no Renascimento e, de fato, vários modelos renascentistas do Tarô chamam o Arcano VIIII de Diógenes.
Alguns estudiosos acreditam que boa parte do simbolismo do Ermitão liga-se aos princípios fundamentais desse filósofo cínico: desprezo pelas convenções e vaidades, isolamento, renúncia à transmissão pública do conhecimento.




Tarô de Oswald Wirth

Mas este mutável personagem teve ainda outras representações: no tarocchino de Bolonha, aparece com muletas e asas; no de Carlos VI, tem uma ampulheta no lugar da lâmpada (o que o associa a Cronos ou Saturno, medidores do tempo).
Outra interpretação surge ainda do aparente erro ortográfico que se pode ver no Tarô de Marselha, onde a carta figura como L'Hermite em lugar de L'Ermite. Etimologicamente, o nome não derivaria então do grego eremites, eremos = deserto, mas provavelmente de Hermes e seu polivalente simbolismo. A esse respeito, podemos lembrar que é precisamente a Thot, equivalente egípcio de Hermes, que Gébelin e seus seguidores atribuem a invenção do Tarô.
Wirth explica os atributos do Eremita como termo final do terceiro ternário do Tarô, relacionando-o com os arcanos VII e VIII, que o precedem nesse ternário. Nessa relação, O Carro aparece como o homem jovem e impaciente para realizar a obra do progresso, que A Justiça se encarrega de retardar, amiga como é da ordem e pouco amante das improvisações; O Ermitão seria o conciliador deste antagonismo, evitando tanto a precipitação quanto a imobilidade.

Costuma-se interpretar também o seu significado como oposto e complementar ao do Arcano V (O Pontífice): o Eremita não é o codificador da liturgia, o responsável executivo de uma igreja, o pastor de um rebanho: seu pontificado é silencioso e sutil, seus discípulos são escolhidos. Na relação iniciática, é evidente que representa o “guru” e por isso foi definido como “o artesão secreto do futuro”.
No sentido negativo, o Arcano VIIII não é apenas a carta dos taciturnos; por sua minuciosidade e ritualismo, refere-se também aos temperamentos obsessivos.

 

 

X. A Roda da Fortuna (A Roda do Destino)

O Arcano dos Ciclos e da Natureza caída

Compilação de
Constantino K. Riemma





Tarô de Marselha-Camoin

Sobre o aro de uma roda de seis raios, suspensa no ar por um apetrecho de madeira, seguram-se três animais estranhos.
O fundo é branco; o chão está cortado por listas negras. A roda se apóia sobre dois pés ou suportes paralelos; o da esquerda não chega ao eixo.
Do centro da roda saem seis raios – azuis até menos da metade e em seguida brancos – que se fixam na parte interna do aro: dois deles formam ângulo reto com o chão; os outros quatro representam um xis (ou o dez romano, número da carta, ou ainda uma cruz de Santo André).
À direita, um animal intermediário entre cachorro e lebre (com patas traseiras que não combinam com esses animais) parece subir pela roda; à esquerda, uma espécie de macaco desce de cabeça para baixo. Na parte superior, uma plataforma suporta uma figura que pode ser vista como uma esfinge coroada; três das suas patas repousam sobre a base, enquanto a pata anterior esquerda empunha uma espada desembainhada.

Significados simbólicos

Os ciclos sucessivos na natureza e na vida humana. As fases da manifestação, o movimento de ascensão e de declínio.


A mobilidades da coisas, as Influências lunares e mercurianas.

Interpretações usuais na cartomancia

Boa sorte, louvor, honra.
Alternativas

Tópico: Arcanos do tarô

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário

Palavras-chave

  1. vela de amarração
  2. gifs dos arcanos
  3. gif dos orixás
  4. gif das cartas do baralho cigano
  5. imagem das cartas do baralho cigano
  6. imagem de umbanda
  7. imagem de orixás
  8. cartas da cartomancia gif
  9. cartas da cartomancia imagem
  10. oráculos gif
  11. imagens esotéricas
  12. oráculos imagem
  13. imagem quimbanda
  14. imagem umbanda
  15. imagem de yemanjá bela
  16. paisagens imagem
  17. imagem paisagem
  18. vela de homem
  19. vela de sapo
  20. vela de parafina de animais
  21. vela de sebô
  22. vela aromatica
  23. vela de cera
  24. vela de vagina
  25. vela de penis
  26. velas de ervas curativas
  27. homeganem a caboclo pantera negra. caracteristicas de pantera negra
  28. A Pantera Negra e sua relação
  29. ponto cantado de caboclo pantera negra
  30. Caboclo Pantera Negra
  31. imagem oxum
  32. gif entidades
  33. valete de espadas
  34. valete de ouro
  35. valete de copas
  36. valete de paus
  37. Valetes ou pajens
  38. naipe de copas e o baralho cigano
  39. figuras na cartomancia
  40. cartomancia e o naipe de copas
  41. caracteristicas do naipe de copas
  42. Naipe de copas cartas
  43. interpretaçao dos reis nas cartas
  44. rei de espadas
  45. rei de paus
  46. os valetes na cartomancia
  47. caracteristica dos valetes na cartomancia
  48. os valetes no baralho cigano
  49. gif umbanda
  50. gif oxum
  51. gifs e imagens esotéricas
  52. cavaleiros e caracteristicas
  53. cavaleiros e tiragens
  54. a figura masculina dos cavaleiros
  55. os cavaleiros na cartomancia
  56. cavaleiros de copas
  57. cavaleiros de ouros
  58. cavaleiros de espadas
  59. cavaleiros de paus
  60. vOs cavaleiros
  61. Os cavaleiros
  62. a figura dos homens nos reis da cartomancia
  63. cartas e tarot
  64. oferenda a omulu obaluaiê
  65. caracteristicas de omulu obaluaiê
  66. Orixá Omulú / Obaluaiê
  67. lendas de yemanjá
  68. oferenda a yemanjá
  69. qualidades de yemanjá
  70. filhos de oxalufã
  71. oferenda a oxalufã
  72. caracteristicas de oxalufã
  73. Orixá Oxalufã
  74. cultura cigana
  75. quem foi cigana? cores dos ciganos
  76. quem foi cigano?
  77. lendas de omulu obaluaiê
  78. omulu obaluaiê na umbanda
  79. cores de omulu obaluaiê
  80. amor e baralho
  81. consulte o baralho do amor
  82. sua vida amorosa no baralho
  83. baralho cigano do amor
  84. Baralho do Amor
  85. filhos de ossaim
  86. medius de ossaim
  87. ponto de ossaim
  88. oferenda a ossaim
  89. caracteristicas de ossaim
  90. orixá ossaim
  91. Ossaim
  92. ano de omulu obaluaiê
  93. tudo sobre os ciganos
  94. cigano pablo
  95. ciganos
  96. quimbanda
  97. orações
  98. anjos
  99. magia branca
  100. bruxaria magia negra
  101. feitiçaria
  102. magia
  103. simpatia
  104. defumação
  105. banhos
  106. búzios
  107. runas
  108. ciganas
  109. bola de cristal
  110. consultas esotéricas
  111. espiritos ciganos
  112. entidades ciganas
  113. tarô cigano
  114. tarô e os arcanos
  115. dedaleira
  116. flor de maracujá
  117. hibisco
  118. rosa
  119. Encontre sua flor. Hóroscopo das flores.campainha imperial
  120. arcanos do tarô
  121. oxum do amor
  122. ORAÇÃO A SÃO CIPRIANO: oração das 13 coisas para amolecer o coração de alguém.
  123. consultas com tarot
  124. vela de união
  125. os reis e os homens
  126. o 7 de paus na cartomancia
  127. Deus Osíris
  128. Deus Maat
  129. Deus Neit
  130. Deus Rá
  131. Horóscopo Egipcio
  132. arvore goiabeira
  133. signo de jacarandá
  134. signo de oliveira
  135. signo de ipê
  136. Horóscopo das Árvores
  137. Depressão e suicídio
  138. mãe pisciana
  139. mãe aquariana
  140. Deus Hátor
  141. Deus Anúbis
  142. Deus Bastet
  143. o as de paus na cartomancia
  144. a dama de paus na cartomancia
  145. o rei de paus na cartomancia
  146. Naipe de Paus cartas
  147. mantras de ganesha
  148. egipcia do gato
  149. magias e oráculos
  150. Oráculos e animais
  151. Deus ÍSIS
  152. Deus TOT
  153. Deus Ptah
  154. Deus Sekhmet
  155. Deus Taueret
  156. mãe capricornia
  157. mãe sagitariana
  158. Banhos na Umbanda
  159. maldição espiritual
  160. obsessão espiritual
  161. doença espiritual
  162. carmas depressivos
  163. karmas
  164. depressão
  165. Doenças Espirituais
  166. oferendas a oxumaré
  167. caracteristicas de Oxumaré
  168. orixá Oxumaré
  169. Oxumaré
  170. oferenda a ewá
  171. banho energetico
  172. banho para amor
  173. banho para abrir caminho
  174. mãe escorpiana
  175. mãe libriana
  176. mãe virgiana
  177. mãe canceriana
  178. mãe germinana
  179. mãe taurina
  180. Horoscopo das mães. mãe ariana
  181. Signos e remedios florais
  182. banho de amarração
  183. banho de sal grosso
  184. banho para os negocios
  185. banho para dinheiro
  186. banho de atração
  187. caracteristicas de ewá
  188. o rei de ouros
  189. Horoscopo Xâmanico urso pardo
  190. Horoscopo Xâmanico salmão
  191. Horoscopo Xâmanico castor
  192. Horoscopo Xâmanico lobo
  193. horoscopo xamã
  194. Horoscopo Xâmanico
  195. incenso de pomba gira
  196. incenso de almiscar
  197. incenso de jasmim
  198. pra que serve o incenso
  199. usar incenso
  200. incenso nos rituais
  201. incenso na magia
  202. Horoscopo Xâmanico pica pau
  203. Simbolos númericos 1/10
  204. Naipes e elementos
  205. o rei de espadas
  206. Interpretações usuais na Cartomancia
  207. Os reis
  208. naipe de ouros e riqueza
  209. cartomancia e o naipe de ouros
  210. Naipe de ouro significados gerais
  211. Naipe de ouro cartas
  212. cartomancia e os elementos
  213. cartomancia e os naipes
  214. ar naipe de espadas
  215. agua naipe de copas
  216. terra naipe de ouros
  217. fogo naipe de paus
  218. incenso e suas caracteristicas
  219. incenso de sandalo
  220. FENG SHUI - DICAS
  221. FENG SHUI - QUARTOS
  222. FENG SHUI - JARDINS
  223. FENG SHUI - COZINHA
  224. FENG SHUI - BANHEIRO
  225. FENG SHUI - SÍMBOLOS DOS ANIMAIS
  226. Feng shui
  227. aprenda a calcular o odú
  228. aprenda a calcular odús
  229. calcular odús
  230. odús
  231. Traição sentimental nos signos
  232. signos
  233. FENG SHUI - CORES
  234. CHAKRAS E CORES
  235. cores e energia
  236. incenso de rosas
  237. Incensos
  238. Horóscopo cigan
  239. Horóscopo cigano machado
  240. Horóscopo cigano adaga
  241. Horóscopo cigano moeda
  242. Horóscopo cigano sino
  243. Horóscopo cigano estrela
  244. Horóscopo cigano roda
  245. Horóscopo cigano candeias
  246. Horóscopo cigano coroa
  247. Horóscopo cigano punhal
  248. Horóscopo cigano
  249. caracteristicas da cartomancia naipe
  250. Tarot Pra que serve o tarot
  251. Exu Mirim é criança de Umbanda
  252. magia para emagrecer
  253. simpatia para emagrecer
  254. Magias e simpatias para emagrecer
  255. caracteristicas de Maria Padilha Pombo gira
  256. Maria Padilha Pombo gira
  257. lista de comida das entidades
  258. lista de comidas de santos
  259. caruru
  260. axoxô
  261. ado
  262. amalá
  263. acarajé
  264. Comida dos orixás
  265. jejum
  266. chico xavier simpatia
  267. simpatia pra perder peso
  268. Como posso obter o Ponto riscado do Caboclo Cobra Coral?
  269. wicca para iniciantes
  270. aprender wicca
  271. Wicca 13 Metas
  272. deusa de kalli
  273. deusa hecate
  274. deusa mãe
  275. o que é um bruxo
  276. O que é Uma bruxa?
  277. simpatia com agua e arroz
  278. simpatia com grão de arroz
  279. Simpatia para emagrecer de Chico Xavier
  280. simpatia pra perder kilo
  281. exus diversos
  282. exu e suas falanges
  283. Historia Exu das Sete Encruzilhadas
  284. Exu das Sete Encruzilhadas
  285. oração de cigano pablo
  286. pablo cigano oração
  287. CIGANO PABLO Ponto
  288. historia de cigano ramires
  289. as cores do cigano ramires
  290. cigano ramires e sua magia
  291. caracteristicas do cigano ramires
  292. CIGANO RAMIRES
  293. SANTA SARA - PROTETORA DOS CIGANOS
  294. SAUDAÇÃO AOS ELEMENTOS DO POVO CIGANO
  295. bebida da cigana clara
  296. exu rei das 7 encruzilhadas
  297. Exu veludo
  298. Exu Veludo 7 Encruzilhadas
  299. Exu Cigano
  300. homens no tarot- rei de ouro
  301. homens no tarot-Rei de Espadas
  302. homens nas cartas de Tarot- rei de paus
  303. homens nas cartas de Tarot
  304. personalidade dos homens no tarot
  305. personalidade do rei de paus
  306. falange Exu da Meia noite
  307. caracteristicas Exu da Meia noite
  308. Exu da Meia noite
  309. Exu Veludo Cigano
  310. Exu Veludo da Meia Noite
  311. Exu Veludo do Oriente
  312. cor da cigana clara
  313. Rei de Copas
  314. o homem de touro apaixonado
  315. O Homem Taurino Apaixonado
  316. magias e rituais
  317. orações ciganas
  318. salmos
  319. santos
  320. sonhos
  321. amarração amorosa
  322. tarô online
  323. significado da carta os enamorados
  324. arcano os amantes
  325. tarot carta os amantes
  326. Tarot carta os enamorados
  327. como conquistar um homem taurino
  328. como seduzir um homem de touro
  329. touro e o amor
  330. arcanjo anael
  331. arcanjo rafael
  332. arcanjo samuel
  333. arcanjos dos signos
  334. touro e as caracteristicas dos homens
  335. personalidade do homem de touro
  336. O homem Taurino
  337. aries e o casamento
  338. aries e o amor
  339. como conquistar um ariano
  340. homem de aries apaixonado
  341. lendas ciganas
  342. taurino e o amor
  343. cosme e damião na umbanda
  344. brinquedo de cosme e damião
  345. Mestre ou Caboclo Leia mais: http://preview.tarotchatealtamagia.webnode.com.br/ze-pelintra-algumas respostas
  346. Zé pelintra aSeu Zé Pelintra é Exu
  347. salamandras
  348. gnomos
  349. O que é isso de elementais falsos
  350. O que são elementais
  351. Exu é diabo?
  352. Com quanto Exus eu posso trabalhar
  353. cigana das almas
  354. cigana sulamita
  355. Tenho uma entidade
  356. entidades que já chegam bêbadas
  357. entidades de Umbanda bebem
  358. Seu Zé Pelintra é Exu
  359. Mestre ou Caboclo
  360. chá de erva agoniada
  361. doces de cosme e damião
  362. balas de são cosme e damião
  363. Amados São Cosme e São Damião
  364. Oração a Cosme e Damião
  365. omulu e as pipocas
  366. omulu carne de porco
  367. oferendas a omulu
  368. Culto a Omulú/Obaluaiê
  369. menstruação irregular
  370. corrimento vaginal
  371. árvore de casca amarga
  372. trato urinário
  373. erva agoniada
  374. Preto Velho e Caboclo fumam nos Terreiros
  375. cigana clara do oriente
  376. como seduzir homem libriano
  377. conquistar homem sagitariano
  378. O homem de sagitário
  379. capricorniano apaixonado
  380. conquistar homem capricorniano
  381. como conquistar homem de capricornio
  382. homem de capricornio
  383. seduzir homem aquariano
  384. caracteristica do homem aquariano
  385. homem de aquario quando ama
  386. conquistar homem de aquario
  387. O homem de aquário
  388. caracteristicas do homem de peixes
  389. como conquistar um homem de peixes
  390. conquistar homem de sagitario
  391. homem sagitariano apaixonado
  392. homem sagitariano amando
  393. como conquistar um libriano
  394. o libriano apaixonado
  395. o homem libriano
  396. homem de liibra amando
  397. homem de libra apaixonado
  398. O homem de Libra
  399. seduzir um homem de escorpião
  400. homem de escorpião amando
  401. o homem de escorpião apaixonado
  402. conquistar o homem de escorpião
  403. O homem de escorpião
  404. seduzir o homem de sagitario
  405. amor do homem de sagitario
  406. como conquistar um pisciano
  407. O pisciano
  408. origens ciganas
  409. História dos Ciganos
  410. umbanda branca
  411. jogar tarot de marselha
  412. tarot de marselha o que é
  413. o sacerdote
  414. a papisa
  415. o mundo
  416. o louco
  417. Taro é o chamado Taro de Marselha
  418. ciganos espanhói
  419. cartas do Taro
  420. Taro é um baralho
  421. Pêndulos
  422. limpeza energetica
  423. necromancia
  424. homem de peixes
  425. Homem ariano quando apaixonados
  426. o ariano na cama
  427. como seduzir um ariano
  428. como seduzir homem de aries
  429. como conquistar um homem ariano
  430. ariano como conquistar
  431. O ariano adora
  432. O Homem de Áries
  433. Analisando os movimentos do Pêndulo
  434. Usando o Pêndulo
  435. Como usar e fazer o pendulo
  436. tecnicas de radiostesia
  437. O Tarot é
  438. CIGANA CLARA
  439. o homem na personalidade do rei de paus
  440. Ritual Cigano para esquecer um amor
  441. oração amorosa de oxum
  442. oração de oxum para o amor
  443. Oração e Prece a Oxum
  444. proteção de santa sara
  445. escrever nome no papel
  446. pedaço de papel
  447. dente de alho
  448. Ritual Cigano para a saúde
  449. pires branco
  450. mel de abelha
  451. mel
  452. Magia para trazer amor de volta
  453. magia de amor com chuchu
  454. chuchus
  455. roupa do cigano igor
  456. o que cigano igor bebe
  457. bebida do cigano igor
  458. oferenda a cigano igor
  459. prece a cigano igor do oriente
  460. oração ao cigano igor
  461. CIGANO IGOR DO RIO EUFRATES
  462. magia pra namorado voltar
  463. magia pra ex voltar
  464. magia de amor para trazer ex de volta
  465. magia de amor para trazer homem de volta
  466. barbante
  467. 2 papeis brancos
  468. Ritual cigano para o amor
  469. pregos novos
  470. O Homem de Gêmeos
  471. como seduzir o canceriano
  472. homem de cancer apaixonado
  473. como conquistar um homem de cancer
  474. O Homem de Cancer
  475. como seduzir um homem de virgem
  476. caracteristicas dos homens de virgens
  477. o homem de virgem apaixonado
  478. como conquistar o homem virgiano
  479. O Homem de virgem
  480. como seduzir o homem de leão
  481. como conquistar o homem leonino
  482. como conquistar o homem de leão
  483. como conquistar homem de gemeos
  484. homem de gemeos apaixonado
  485. como seduzir um germiniano
  486. pregos
  487. maça vermelha
  488. Ritual Cigano para trabalho
  489. dinheiro e fartura
  490. fazer defumação
  491. queimar as ervas
  492. erva doce
  493. folhas de louro
  494. Ritual Cigano para atrair dinheiro
  495. Signos e os Anjos
  496. como entender um homem de gemeos
  497. como deixar um homem de gemeos apaixonado
  498. germiniano apaixonado
  499. O Homem de leão
  500. orixá Ewá
  501. homem leonino
  502. Mulher do signo de leão
  503. pai leonino
  504. signo de leão e o pai
  505. Signo de Leão o Pai Leonino
  506. a mãe de leão
  507. mãe leonina
  508. Signo de Leão A mãe leonina
  509. leão criança
  510. personalidade de criança de leão
  511. signo de leão e a criança
  512. Signo de leão a criança e a personalidade
  513. Os leoninos
  514. caracteristicas do signo de leão
  515. Mulher leonina
  516. mulher de leão
  517. mulher de leão e personalidade
  518. Homem do signo de leão
  519. leão com virgem
  520. leão com peixes
  521. leão com aquario
  522. leão com capricornio
  523. leão com sagitário
  524. leão com escorpião
  525. leão com libra
  526. leão com cancer
  527. leão com gêmeos
  528. leão com touro
  529. leão com áries
  530. Leão e suas combinações amorosa
  531. leoninos gostam de se apaixonar
  532. signo de leão
  533. oferenda para o dia de santa sara
  534. wladimir e oferenda
  535. oferenda a cigano wladimir
  536. oferenda a wladimir
  537. ponto caboclo na umbanda
  538. ponto de cabocla jurema
  539. ponto de 7 flechas
  540. ponto de oxossi
  541. ponto cantado caboclo
  542. ponto cantados de caboclo
  543. ponto cantados de umbanda
  544. como seduzir homem de leão
  545. como seduzir homem de libra
  546. santa sara kalli oferendas
  547. santa sara kalli
  548. santa sara de kalli
  549. Signo de Leão - O poderoso
  550. reverencias a obaluaiê
  551. oração a obaluaiê
  552. prece a obaluaiê
  553. prece e reza a obaluaiê
  554. abrir caminhos
  555. dos inimigos
  556. força do mal
  557. olho grande
  558. inveja
  559. 1 copo de água
  560. Ascender uma vela branca
  561. Banho de Descarrego
  562. como seduzir homem de virgem
  563. baralho cigano e as cartas
  564. exu mirim
  565. exu arranca toco
  566. exu tranca rua das almas
  567. tatá caveira
  568. exu do lodo
  569. exu caveira
  570. exu tiriri
  571. exu e pomba gira
  572. baianos
  573. marinheiros na umbanda
  574. malandros de quimbanda
  575. historia dos malandros
  576. historia de maria navalha
  577. maria padilha
  578. pombo gira e maria padilha
  579. maria mulambo
  580. baralho cigano e o amor
  581. baralho cigano carta o cavaleiro
  582. baralho cigano carta 01
  583. baralho cigano
  584. cartomancia e naipe de ouros
  585. cartomancia e naipe de copas
  586. cartomancia e desejos
  587. naide de ouros
  588. naipe de paus
  589. naipe de espadas
  590. Baralho divinatório
  591. o baralho comum joga cartomancia
  592. cartomancia e o baralho comum
  593. maria navalha
  594. malandros de pernambuco
  595. bruxos da wicca
  596. bruxas da wicca
  597. a magia wicca
  598. wicca
  599. orixas ancestral
  600. orixas de frente
  601. tarot e a cromoterapia
  602. signos e as cores
  603. cromoterapia e os signos
  604. o poder das cores
  605. cromoterapia
  606. Sexualidade do Homem de leão
  607. personalidade do homem de leão
  608. tarot wiccano
  609. tarot das bruxas
  610. tarot dos bruxos
  611. história de zé pelintra
  612. baianos e marinheiros
  613. Malandros
  614. cristais como amuletos
  615. tarot e os cristais
  616. cristais como elementos mágicos
  617. a magia dos cristais
  618. cristais
  619. bruxinhas
  620. magia das bruxas
  621. bruxa évora
  622. bruxo são cipriano
  623. bruxo cipriano
  624. homem de leão e personalide
  625. como conquistar homem de cancer
  626. exu o mensageiro
  627. cartomancia cigana
  628. cartomancia na web
  629. cartomancia do amor
  630. umbanda musicas
  631. cartomancia online
  632. cartomancia
  633. cartomancia dos ciganos
  634. astrologia e o tarot
  635. astrologia e os planetas
  636. astrologia egipcia
  637. astrologia maia
  638. quiromamcia do amor onliine
  639. como jogar quiromancia
  640. cartomancia e tarot
  641. baralho tradicional e cartomancia
  642. seu destino revelado pela cartomancia
  643. cromoterapia em ambientes
  644. cromoterapia azul
  645. cromoterapia das cores
  646. cromoterapia cursos
  647. cromoterapia verde
  648. orixas adjunto
  649. a importancia dos orixás
  650. umbanda
  651. oração cigana para proteção
  652. oração cigana para saúde
  653. oração cigana para trabalho
  654. oração cigana para amor de volta
  655. oração cigana para o amor
  656. jogar quiromancia online
  657. quiromancia jogar
  658. tarot e magia
  659. umbanda pontos
  660. jogar tarot online
  661. tarot online
  662. jogar tarot
  663. tarot de marselha
  664. tarot
  665. cartomancia baralho cigano
  666. cartomancia cigana gratis
  667. Pesquisas relacionadas a cartomancia cartomancia do amor runas
  668. Essências Afrodisíacos. Masculino Abrontano
  669. orquideas afrodisiacas
  670. orquideas
  671. carta o mago
  672. consultoria esotérica
  673. orientação espiritual
  674. quiromancia
  675. astrologia
  676. astrologia chinesa
  677. astrologia do amor
  678. astrologia e os signos
  679. pode confiar na astrologia
  680. horóscopo e astrologia
  681. astrologia indiana
  682. astrologia cigana
  683. marselha o mago
  684. tarot o mago
  685. mago carta
  686. mago
  687. Essências Afrodisíacos
  688. como conquistar homem de gêmeos
  689. astrologia para gays
  690. erva para o amor
  691. levante erva
  692. erva abre caminho
  693. planta abre caminho
  694. abre caminho erva
  695. erva levante
  696. ervas para banhos e curas
  697. ervas
  698. reconquiste seu amor
  699. amarramos seu amor
  700. grátis amarração amorosa
  701. amarração amorosa grátis
  702. Astrologia Para Gays
  703. emoções de Touro
  704. touro e a personalidade
  705. como conquistar homem de touro
  706. como seduzir homem de áries
  707. seduzir um homem pelo signo
  708. homens de leão
  709. signo de leão no amor
  710. leao e a personalidade
  711. leão e as emoções
  712. cancer eo amor
  713. cancer e personalide
  714. emoções do signo de cancer
  715. signo de gemeos
  716. gemeos e a personalidade
  717. emoções de Gêmeos
  718. amarrar homem
  719. amarro seu homem
  720. cigana vidente
  721. instrumentos ciganos
  722. cores ciganas
  723. roupas ciganas
  724. comidas ciganas
  725. cigana do amor
  726. cigano do ouro
  727. ciganas da sorte
  728. oráculo cigano
  729. a origem do povo cigano
  730. historia do povo cigano
  731. povo cigano
  732. significado das cores
  733. vidente cigana
  734. banhos para amor
  735. banhos de descarrego
  736. trago seu ex de volta
  737. trago seu amor aos pés
  738. trago seu amor de volta
  739. trazer amor de volta
  740. amarração definitiva
  741. banho de rosas e amor
  742. banho com sal grosso
  743. banho de descarrego
  744. banho para quebrar olho grande
  745. banho para abrir caminhos
  746. banho para abrir caminhos no amor
  747. banho para quebrar feitiços
  748. banha para trazer ex amor
  749. cromoterapia significado
  750. o cavaleiro 9 de copas
  751. o poder das velas
  752. carregar
  753. Dicionário Mágico letra c
  754. bruxaria
  755. bruxa
  756. bonequinha de milho
  757. bolline
  758. besom
  759. beltrane
  760. banquete simples
  761. Dicionário Mágico letra B
  762. athame
  763. magia popular
  764. arte
  765. circulo de pedras
  766. coven
  767. ORAÇÃO PARA AMANSAR
  768. Magia das Velas e sua Utilização
  769. velas
  770. umbanda e logum edé
  771. entidade logun edé
  772. o que era logum edé
  773. caracteristica de logum edé
  774. orixá logum edé
  775. oração cabra preta
  776. cabra preta
  777. são cipriano oração da cabra preta
  778. amansar mulher
  779. amansar homem
  780. oração de são cipriano para amansar
  781. antigos
  782. amuleto
  783. cartomancia naipe de ouros
  784. cartomancia naipe de paus
  785. Horoscopo Druídico
  786. Orixá Yemanjá
  787. ponto cigano wladimir
  788. ponto cigano pablo
  789. ponto cigano igor
  790. ponto cigana carmencita
  791. Pontos e cantos ciganos
  792. cabocla cigana
  793. caboclo cigano
  794. exu cigano
  795. pomba gira cigana
  796. cartomancia naipe de copas
  797. cleromancia
  798. cleromancia dados
  799. akasha
  800. advinhação
  801. ibejis e a gravidez
  802. orixá ibeji
  803. ibejis e as crianças
  804. as crianças
  805. os ibejis
  806. Ibeji
  807. sorte nos dados
  808. sorte no dominó
  809. videncia no dominó
  810. oraculo dos dados
  811. dados e videncia
  812. linha cigana na umbanda
  813. ewá
  814. oxossi e os caboclos
  815. oxece
  816. oxesse
  817. oxossi o rei das matas
  818. entidade oxossi
  819. Orixá Oxossi
  820. Tarot-tarot de marselha
  821. xangô orixá da justiça
  822. comida de xangô
  823. Orixá Xangô
  824. responde orixá oxum
  825. jogo com 21 buzios
  826. Búzios O MÉTODO PELA NAÇÃO ANGOLA
  827. comida de oxossi
  828. Orixá Nanã Burukú
  829. nanã
  830. tarot carta sacerdotisa
  831. tarot Carta o Mago
  832. carta o louco e caracteristica
  833. tarot carta o louco
  834. taro
  835. oferenda a ogum
  836. oxum e caracteristicas
  837. ogum merge
  838. ogum orixá
  839. Orixá Ogum
  840. oferendas a nanã
  841. nanã e carasteristicas
  842. nanã orixá
  843. os buzios e os sacerdotes
  844. medium e os buzios
  845. Oração de Amarração
  846. orixá oxum
  847. orisá oxum
  848. oferendas a oxaguian
  849. carasteristicas de oxaguian
  850. entidade oxaguian
  851. oxaguian na umbanda
  852. Orixá Oxaguian
  853. ossum
  854. velas e suas formas
  855. tipos de velas
  856. velas e orixás da umbanda
  857. as cores das velas
  858. oração para o amor
  859. oração para trazer de volta
  860. oração para amansar
  861. consulente e os buzios
  862. jogo de buzios
  863. buzios e a mediunidade
  864. Búzios: Especificações para o se jogar
  865. videncia nos buzios
  866. buzios e a umbanda
  867. buzios fechados
  868. buzios abertos
  869. conchas de búzios
  870. jogar búzios
  871. Jogo de Búzios Metodo de tiragem
  872. oração para harmonizar
  873. oração para adoçar
  874. as velas e os chackas
  875. cruzar linhas
  876. Velas dos Deuses
  877. Tarot
  878. AMULETO DO AMOR
  879. Simpatia PARA ACERTAR NA LOTERIA
  880. baralho cigano carta O trevo
  881. baralho cigano carta o navio
  882. SIMPATIA DA MAÇÃ
  883. SIMPATIA DA FOTOGRAFIA
  884. CONQUISTAR NAMORADO (A)
  885. RITUAL DA FORTUNA
  886. Simpatia Para Conseguir um Emprego
  887. ler tarot gratis
  888. leitura de tarot online
  889. tarot gitano gratis
  890. Tarot de marselha e o amor
  891. Arcano Temperança
  892. Arcano Mago
  893. Oração de São Cipriano das horas abertas
  894. horoscopo de exu
  895. horoscopo de oxum
  896. horoscopo dos orixás
  897. SIMPATIA A OXUM PARA ATRAIR OU MANTER UM GRANDE AMOR
  898. SIMPATIA PARA UNIR UM CASAL
  899. simpatia cigana para ex voltar
  900. simpatias ciganas
  901. magias ciganas
  902. magia cigana
  903. simpatia cigana para amor
  904. simpatia cigana
  905. Tarot- Tarot de marselha e o amor- Arcano Estrela
  906. tarot por telefone
  907. tarot da vida
  908. cabocla jurema
  909. caboclo 7 flexas
  910. o que é a linha dos caboclos
  911. caboclos de quimbanda
  912. caboclos de umbanda
  913. os caboclos
  914. cigano amuletos
  915. simbolos ciganos
  916. talismas ciganos
  917. amuletos ciganos
  918. amuletos e talismas ciganos
  919. barallho cigano os tropeços
  920. Carta Obstáculos 02. Carta Obstáculos 02- 6 de ouros
  921. cabocla jandira
  922. pai seta branca
  923. magias e simpatias
  924. amarração amorosa de 7 anos
  925. jogar gratis
  926. cartas de tarot
  927. baralho cigano gratis
  928. simpatias de separação
  929. simpatia para afastar rival
  930. simpatia de união
  931. magia de união
  932. amor de volta
  933. magia para ex voltar
  934. simpatia para ex voltar
  935. magia amorosa
  936. magias para o amor
  937. Baralho Cigano: Carta Obstáculos
  938. cigano umbanda
  939. iansã oyá
  940. trevo
  941. moeda
  942. taça
  943. roda
  944. estrela
  945. lua
  946. ferradura
  947. estrela de 6 pontas
  948. estrela de 5 pontas
  949. chave
  950. ancora
  951. cartomancia naipe de espadas
  952. orixá iansã
  953. umbanda iansã
  954. entidade iansã
  955. entidades ciganas na umbanda
  956. ciganos na umbanda
  957. cartomancia e as rainhas
  958. rainha cartomancia
  959. baralho cigano a cobra
  960. baralho cigano cegonha
  961. baralho cigano o caminho
  962. baralho cigano buque
  963. rainha de copas
  964. rainha de ouros
  965. rainha de paus
  966. rainha de espada
  967. cartomancia rainhas
  968. videncia nas cartas
  969. baralho
  970. Banho de Atração
  971. cigana esmeralda
  972. Cigana Esmeralda um Pouco sobre esta linda Cigana
  973. Simpatia para abrir os caminhos
  974. Zé Pelintra - Cidade das Torrinhas
  975. Magia com Velas no Vodu
  976. Velas no vodu
  977. Velas e suas formas
  978. magia com velas
  979. Magia das velas
  980. velas nos rituais
  981. vela no ritual
  982. significado das velas
  983. banho Para atrair o seu amor
  984. Drink Cigano
  985. bebida cigana do amor
  986. cigano cartas
  987. carta do baralho
  988. dama de espadas
  989. espadas
  990. amuletos e tarot
  991. taro e amuletos
  992. tarô
  993. santa sara padroeira dos ciganos
  994. gifs de santa sara
  995. Culinária Cigana bolo de especiarias
  996. batatas da felicidade
  997. culinária cigana batatas da felicidade
  998. drink cigano do amor
  999. velas e magias