Tarô como amuletos

CARTAS DE TARÔ como amuletos

 

Se você conseguir passear sem ser incomodado por um acampamento de
ciganos tradicionalistas, defensores dos velhos costumes e das antigas
tradições, e tiver a oportunidade de observar uma pequena caixa de madeira,
com enfeites de metal, solitária sobre uma mesa, ao lado de uma vela,
certamente vai se sentir curioso a respeito daquilo.

Se puder se aproximar e se a caixa não estiver trancada a chave, podendo
você abri-la, vai se surpreender vendo, dentro dela, uma carta do baralho de
Tarô, com um objeto de ouro, prata ou qualquer outro metal sobre ela.  
Com certeza ficará intrigado(a), sem entender o significado daquilo.
Possivelmente nenhum cigano lhe falará a respeito do assunto, preferindo
desconversar ou até expulsá-lo(a) do acampamento por ter sido xereta.  
Na realidade, trata-se de uma prática antiga, vinda dos tempos do Egito,
segundo alguns estudiosos do assunto. Para outros, ela é originária da terra
natal, a Índia. São conhecimentos reservados e muito pouco comentados ou
divulgados, mas uma forma de utilizar a forças e o mistério do baralho,
aliados ao poder dos talismãs e dos metais.  

Em resumo, é uma das mais poderosas formas de simpatia, cultivada
secretamente por algumas tribos mais conservadoras e rígidas em suas
tradições.  


Os princípios são extremamente simples, pois certas cartas têm um
significado comum, a saber:



O IMPERADOR: simboliza o chefe da família ou o chefe da tribo.

A IMPERATRIZ: simboliza a matriarca da família ou a esposa do chefe
da tribo.

O MAGO: representa um filho ou um jovem.

A TEMPERANÇA: representa uma filha ou uma jovem.

O LOUCO: simboliza uma criança.

O PAPA: representa um parente ou amigo do sexo masculino.

A PAPISA: representa uma parente ou uma amiga.

O ERMITÃO: simboliza uma pessoa idosa, independente do sexo.


Os talismãs postos sobre a carta tem um significado simbólico, resultando
disso uma mensagem aos planos superiores, num processo aparentemente
complexo, mas que não oferece dificuldade alguma de compreensão ou de
realização, bastando, para isso, contar com as cartas do baralho de Tarô e com
os talismãs de metal, que podem ser substituídos por desenhos recortados em
papel colorido ou pintados conforme a seguinte convenção:


OURO -amarelo
PRATA-prateado
COBRE- vermelho


A maneira de montar essas Simpatias Ciganas é, portanto, muito simples.
Basta que você tenha uma caixa de madeira, com ou sem chave, e um castiçal
que pode ser de metal, madeira ou vidro. Para montar a sua mensagem
talismânica, coloque no fundo da caixa a carta referente à pessoa a quem a
simpatia é dedicada e sobre ela o talismã correspondente.  
Diga em voz alta o nome da pessoa, com a caixa bem próxima de seus
lábios. Feche-a depois, acenda uma vela na cor do talismã e deixe ali pelo
período que durar a chama. Quando a vela terminar de queimar, você pode
desmanchar a mensagem.  
É importante ficar atento(a) a essa vela, pois se ela apagar antes do final,
significa problemas ou obstáculos. Nesse caso, é bom adiar o assunto ou
realizar uma simpatia para proteção.  

 

Vejamos um exemplo prático desse tipo de simpatia. Vamos
considerar o
seguinte símbolo:


Âncora:
estabilidade e proteção em viagens (ouro/amarelo), esperança e
salvação (prata/prateado), negócios e ocupações ligados ao mar
(cobre/vermelho), podendo ser usado em simpatias como as que se seguem:



PARA PROTEÇÃO DO CHEFE DA FAMÍLIA NUMA VIAGEM

Se o chefe da casa vai realizar uma viagem demorada, que envolva riscos
ou até mesmo uma viagem de rotina, é importante que viaje com toda a
proteção possível.  

Para tanto, basta preparar essa simpatia, antes de sua partida, colocando
no fundo da caixa a carta do Imperador e sobre ela uma âncora de ouro ou
amarela. Diga o nome dele em voz alta, junto à caixa, feche-a e acenda uma
vela amarela.  

Observação:
se a simpatia fosse para salvá-lo de uma situação
complicada, bastaria substituir a âncora dourada por uma prateada. Se a
viagem fosse por mar, poderia ser usada a âncora de cobre ou vermelha. Se
fosse uma simpatia para qualquer outro membro da família, bastaria usar a
carta correspondente, conforme já foi especificado antes, não se esquecendo
de dizer o nome dela para a caixa.

Como vê, é extremamente simples montar as suas simpatias, bastando
saber qual carta utilizar e o significado dos talismãs. Veja o que você pode
fazer com esse tipo de simpatia.  

 

 

CONTRA O MAL

Machado de cobre.
Exemplo: para a jovem da casa, que atinge a idade para começar a
freqüentar festas com as amigas ou a sair com o namorado, pôr o machado
sobre a carta A Temperança, a cada vez que ela sair.



PARA SUPERAR OBSTÁCULOS INESPERADOS

Machado de prata.
Exemplo: para a dona da casa, que contava com a compra de novos
móveis, mas um obstáculo inesperado parece ameaçar seu desejo, colocar o
machado sobre a carta A Imperatriz.  



PARA CORRIGIR UM ERRO

Machado de ouro.
Exemplo: para um parente do sexo masculino, que cometeu um erro e
precisa repará-lo, pôr o machado sobre a carta O Papa.



PARA APROFUNDAR CONHECIMENTOS

Morcego de ouro.  Exemplo: para o jovem, que terminou seus estudos e agora
precisa fazer
uma especialização, pôr o morcego sobre a carta O Mago. Essa simpatia
também pode ser usada nos últimos meses que antecedem o vestibular, para
auxiliar vestibulandos em geral, independente da idade. Para isso, basta
apenas selecionar a carta, conforme a pessoa que se deseja representar. Nesse
caso, a simpatia deve ser repetida a cada sete dias.



PARA ATRAIR A SORTE

Morcego de prata.
Exemplo: para atrair a sorte para uma criança que acaba de nascer,
colocar o morcego de prata sobre a carta O Louco.



PARA UMA LONGA VIDA

Morcego de cobre.
Exemplo: para um casal que acaba de se unir em matrimônio, colocar no
fundo da caixa as cartas O Papa e a Papisa e sobre elas o talismã.



PARA A FELICIDADE

Morcego de prata. Exemplo: no dia do aniversário de cada um dos membros da
família, pôr,
logo pela manhã, a carta correspondente a ele na caixa e sobre ela o morcego
de prata.  

PARA A FORÇA FÍSICA OU MORAL

Uma flecha de ouro ou dourada.
Exemplo: para reforçar a força física de um filho, que vai
participar de
uma importante competição esportiva, colocar o talismã
sobre a carta O Mago.



PARA A AUTORIDADE

Uma flecha de prata ou prateada.
Exemplo: para a dona da casa conseguir se impor sobre
os filhos,
ultimamente muito teimosos e desobedientes, pôr o talismã
sobre a carta A
Imperatriz.  



PARA A VIRILIDADE

Uma flecha de cobre ou vermelha.
Exemplo: para um filho que atinge a idade de começar a se
interessar
pelas mulheres, pôr o talismã sobre a carta O Mago. Para
o chefe da casa que,
por problema de idade, já não tem o vigor de antes, pôr o
talismã sobre a carta
O Imperador.  



CONTRA INIMIGOS

Uma flecha de ouro. Exemplo: para um parente do sexo
masculino, que se encontra às voltas
com problemas com seus inimigos, pôr o talismã sobre a
carta O Papa.  



CONTRA PESSOAS MAL INTENCIONADAS

Uma flecha de ouro.
Exemplo: para a criança da casa, que começa a estudar e
vai para seu
primeiro dia de aula, pôr a flecha sobre a carta O Louco.



PARA CONCORRENTES COMERCIAIS

Uma flecha de ouro.
Exemplo: para o chefe da casa conseguir superar os seus
rivais numa
atividade comercial, pôr a flecha sobre a carta O
Imperador, antes de iniciar
uma campanha de vendas ou uma promoção.  



PARA OBTER AUXÍLIO DIVINO

Um machado de ouro, emblema também muito comum em
altares
familiares, dedicados aos santos padroeiros e aos Anjos
pessoais ou
mensageiros. Exemplo: para a ancião, carente de apoio e
de valorização, pôr o
machado sobre a carta O Ermitão.

PARA UMA BOA EDUCAÇÃO

Morcego de ouro.
Exemplo: para a jovem que entra na puberdade aprimorar sua
educação,
coloque na caixa a carta A Temperança, se for filha ou A
Papisa, se for amiga
ou filha de amigos. Sobre ela, pôr o morcego.  



PARA ALGUÉM QUE ACABOU DE FALECER

Uma abelha de ouro.
Exemplo: quando morre um parente ou amigo, escolha a carta
respectiva
e faça a simpatia, tão logo souber de seu passamento. A luz
amarela, segundo
os sábios egípcios, produz o contraste para a luz branca da
eternidade que, por
ser mais brilhante, atrai as almas, que se desprendem mais
facilmente de suas
amarras na Terra.



PARA A PUREZA

Uma abelha de prata. Exemplo: jovens estão fazendo um voto
de castidade atualmente,
assumindo o compromisso de se manterem virgens até o
casamento. Para
esses, esta é a simpatia indicada, inclusive porque, em alguns
grupos, a abelha
de prata tem sido usada como símbolo por eles, pelo seu
poder mágico e
místico.  



PARA A CRIATIVIDADE

Abelha de cobre.
Exemplo: para quem precisa realizar um trabalho onde a
criatividade seja
altamente exigida, preparar a simpatia e somente iniciá-lo,
após a vela se
queimar totalmente.  



PARA O PROGRESSO PROFISSIONAL

Abelha de ouro.
Exemplo: para alguém que se inicia numa profissão, fazer a
simpatia todo
final de semana, por sete semanas consecutivas.

Observação:
na realização dessas simpatias, jamais se esquecer da
convenção representada pelas cartas. Se você faz a simpatia
em seu próprio
benefício, vai empregar as cartas correspondente ao seu
papel na família: pai
(Imperador), mãe (Imperatriz), filho (Mago), filha (Temperança)
e criança
(Louco).